Este novo sacerdote é cego e tem um dom muito especial

02/06/2016 22:37

James Dennis ficou cego quando era criança, afastou-se por um tempo da fé, mas escutou o chamado de Deus. Nesta semana, foi ordenado sacerdote em Kentucky, Estados Unidos, e assegura que graças à sua cegueira pode olhar a alma das pessoas.

O Pe. James recebeu a ordenação presbiteral em uma Missa presidida pelo Bispo de Owensboro, Dom William Medley, no último dia 28 de maio na Catedral de St. Stephen de Kentucky.

Dennis nasceu em 1986, cresceu em uma granja e perdeu a visão em sua infância. Foi educado na fé católica, mas se afastou dela durante a adolescência. Quando estudava negócios na universidade, começou a participar da Missa na capela do campus. Aproximou-se mais de Deus, foi crismado e descobriu sua vocação à vida sacerdotal.

Entrou no seminário de St. Meinrad em 2009 e se tornou o primeiro seminarista cego desta instituição. Dennis contou ao jornal ‘The Western Kentucky Catholic’ que, como parte de sua formação, visitava hospitais, onde “fazia reflexões com as pessoas a partir da Liturgia das Horas”.

Também atendeu os migrantes que procuravam a paróquia Blessed Mother onde serviu o ano passado. “Eu faço parte das minorias e entendo o que é sentir-se assim”, comentou.

“Eu não julgo pelas aparências porque não posso ver. A primeira coisa que penso é na pessoa e olho para a sua alma. Jesus se aproximou de todo mundo, não semente das ‘pessoas normais’”, expressou.

O jovem manifestou que “o amor das pessoas de Deus e de nossa diocese me mantém motivado. A única coisa que quero fazer é levar a Jesus o seu povo e dar-lhes o consolo que Ele me deu".

Dennis gosta de viajar de trem e com frequência viaja, pois quando ficou cego era o único modo de se transportar na granja. Quando era seminarista, encontrava-se com pessoas que se aproximavam dele para conversar neste meio de transporte.

“Alguns tinham se afastado da Igreja e se sentiam bem ao conversar com um estranho. Outros iam de vez em quando à Missa e apenas queriam conversar. Esta era uma oportunidade de evangelizar”, comentou.

Para Dennis não foi fácil lutar contra sua cegueira durante o seminário, mas também passou por momentos divertidos. Quando estava no segundo ano, estava encarregado de selecionar os paramentos que os sacerdotes usavam na Missa. Como era cego, não tinha que acender a luz e “deste modo ajudava a economizar na eletricidade”.

Em uma ocasião, enquanto trabalhava no escuro, escutou que a porta abriu, disse “olá” e escutou o grito de susto de um monge.

Fonte: ACI

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!