EUCARISTIA - FUNDAMENTAÇÃO BÍBLICA

PROMESSA DA EUCARISTIA

O primeiro passo de Jesus foi preparar as pessoas para compreenderem melhor a grande doutrina da Eucaristia. Opera um grandioso milagre, multiplicando cinco pães em tanta quantidade que deu para saciar 5 mil pessoas, sem contar as mulheres e crianças, sobrando 12 cestos de pedaços. Com este milagre Jesus quis demonstrar ao povo seu poder divino (Jo 6,1-15). Imediatamente, passou a falar de outro pão:

“Eu sou o Pão da Vida. Vossos pais comeram o maná no deserto e morreram. Este pão é o que desce do céu para que não pereça quem dele comer. Eu sou o Pão Vivo descido do céu. Quem comer deste Pão viverá eternamente. O pão que eu darei é a minha carne para a vida do mundo”. (Jo 6,48-51).

Jesus não falava simbolicamente, mas literalmente, realmente. De fato, os judeus começaram a discutir entre si: “Como este homem pode nos dar a sua carne para comer?” (Jo 6,52). Mas Jesus não os corrige e afirma com mis força ainda:

“Em verdade, em verdade vos digo: Se não comerdes a carne do Filho do homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna e eu o ressuscitarei no último dia. Pois minha carne é verdadeiramente comida e meu sangue verdadeiramente bebida. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele” (jo 6,53-56).

Apesar da clareza das palavras de Jesus, apesar de sua autoridade divina, muitos dos seus discípulos não aceitaram a doutrina do Mestre e começaram a deixá-lo sozinho. Mas Jesus não modificou sua doutrina. Aliás, dirigindo-se aos doze, lhes disse:

“Não quereis também partir? Simão Pedro respondeu: Senhor, a quem iremos? Só tu tens palavras de vida eterna e nós cremos e reconhecemos que és o Santo de Deus” (Jo 6,67-69)

Jesus preferia que até os seus apóstolos o deixassem, do que modificar sua doutrina. Eles não entenderam nada, mas confiaram na sua Palavra:

“Tu tens palavras de vida eterna”.

 

A INSTITUIÇÃO DA EUCARISTIA

Chegou a hora e compreender: a última Ceia. Um dia antes de morrer, na Quinta-Feira Santa, reuniu os seus para que recebessem o seu testamento, suas últimas vontades:

“Enquanto comiam, Jesus tomou um pão e, tendo abençoado, partiu-o, distribuindo aos discípulos, e disse: Tomai e comei, isto é o meu Corpo. Depois tomou um cálice e, dando graças, deu-lhes, dizendo: Bebei dele todos, pois é o meu Sangue, o sangue da Aliança, que é derramado por muitos para remissão dos pecados” (Mt 26,26-28).

Aqui não há dúvida: “isto é o meu Corpo... isto é o meu Sangue”. Jesus não fala: isto parece ou simboliza o meu corpo, mas “isto é o meu corpo”. Aqui precisamos acreditar que Jesus está presente na hóstia consagrada ou pegar a Bíblia e rasgá-la, pois não á outra alternativa. Ou Jesus está presente na Hóstia consagrada, ou Ele enganou todos, pois não há na Bíblia uma verdade ou doutrina tão clara, tão certa, que não admita dúvidas, como esta.

 

COMO OS APÓSTOLOS ENTENDERAM ESTA DOUTRINA E A PRATICARAM

Os apóstolos entenderam tão bem a doutrina da Eucaristia e a ordem que Ele lhes deu (“Fazei isto em memória de mim!”), que alguns anos mais tarde o apóstolo Paulo escrevia assim aos seus de Corinto:

“O cálice da benção que abençoaram não é a comunhão com o Sangue de Cristo? E o pão que partimos não é a comunhão com o Corpo de Cristo?” (1Cor 10,16).

“Com efeito, eu mesmo recebi do Senhor o que vos transmiti: na noite em que foi entregue, o Senhor Jesus tomou o pão e depois de dar graças partiu-o e disse: Isto é o meu Corpo, que é para vós. Fazei isto em memória de mim! Do mesmo modo, após a ceia, também tomou o cálice, dizendo: Este cálice é a Nova Aliança em meu Sangue. Todas as vezes que dele beberdes, fazei-o em memória de mim. Pois todas as vezes que comeis deste pão e bebeis deste cálice anunciais a morte do Senhor até que Ele venha. Eis por que todo aquele que comer do pão ou beber do cálice do Senhor indignamente será réu do Corpo e do Sangue do Senhor. Por conseguinte, que cada um examine a si mesmo antes de comer deste pão e beber deste cálice, pois aquele que come e bebe sem discernir o Corpo do Senhor, come e bebe a própria condenação” (1Cor 11,23-29).

Estas palavras duras e claras de S. Paulo são dirigidas à comunidade cristã de Corinto, na qual alguns fiéis tomavam a comunhão sem preparação e sem convicção profunda de que recebiam o verdadeiro Corpo e o verdadeiro Sangue de Jesus.

Até aqui concluímos que Jesus está presente na hóstia consagrada, realmente, com seu corpo, sangue, alma e divindade. Esta é a fé dos apóstolos da Igreja primitiva. É a nossa fé. Quem duvida ou quem nega esta verdade, nega todo o Cristianismo, pois a Eucaristia é o coração da Igreja.

 

 

DE QUE MODO JESUS SE TORNA PRESENTE NA EUCARISTIA?

Jesus tinha na mão um pão e falou assim: Este pão é o meu corpo. Os acidentes, isto é, a cor, o cheiro, o peso, etc., ficaram os mesmos, porém houve uma mudança intrínseca. A substância do pão passou a ser a substância do corpo de Cristo, como a substância do vinho passou a ser a substância do sangue de Jesus. Este milagre chama-se Transubstanciação, isto é, passagem de uma substância para outra. É um fato único e na natureza não existe outro igual, pois é realizado unicamente pelo poder divino do Criador. Os nossos sentidos não percebe, a razão é incapaz de entender, mas a fé nas palavras de Jesus deve ser firme e forte, pois só Ele tem palavras de vida eterna, e suas palavras de vida eterna, e suas palavras são espírito e vida.

 

POR QUE JESUS FICOU ENTRE NÓS NA EUCARISTIA?

S. Tomás de Aquino enumera três motivos (Suma Teológica 3,75,1):

1º) A Eucaristia é o sacrifício da nova lei. Por meio deste sacrifício nós oferecemos ao Pai Eterno, não uma vítima simbólica, como faziam os judeus no AT, mas uma vítima real, o próprio Senhor Jesus Cristo, presente no altar.

2º) Este mistério da presença real de Cristo na Eucaristia serve também para excitar a exercitar a nossa fé, pois neste sacramento são ocultadas aos nossos sentidos tanto a divindade como a humanidade do Salvador.

3º) Jesus ficou na Eucaristia porque Ele é nosso amigo e porque nós precisamos d´Ele. Porque precisamos da presença d´Ele. Se Ele é amigo e irmão, devia esta conosco até o fim dos séculos. Porque sozinhos neste mundo cheio de trevas e perigos nos perderíamos. E Ele, estando conosco, vindo ao nosso coração, é o nosso alimento espiritual, a nossa força, o segredo das nossas vitórias e da nossa felicidade, pois Ele mesmo tinha dito: “Sem mim nada podeis fazer”. Isto é um mistério, mas é um mistério de amor. Para acreditar nesta verdade só é preciso acreditar que Deus é Amor. A Eucaristia é o sacramento do amor.

 

A EUCARISTIA É SACRAMENTO E MISTÉRIO DA UNIDADE

É Mistério da unidade em dois sentidos:

 

Porque nos une a Cristo intimamente.

De fato, a Eucaristia contém o corpo, o sangue, a alma e a divindade de Jesus Cristo. É o Cristo todo, o Cristo verdadeiro, como quando andava pela Palestina, pregando, curando, dando paz, etc. Cada um de nós, quando recebe a Comunhão, recebe todo o corpo, toda a alma e toda a divindade de Jesus no seu coração:

“Quem come a minha carne e bebe o meu sangue, permanece em mim e eu nele”. (Jo 6,56).

E Paulo, com a mesma certeza absoluta, reafirma:

“E o pão que partimos não é a comunhão com o corpo de Cristo?” (1Cor 10,16)

Entre Jesus e aquele que comunga há uma comunicação de vida. Nunca estamos tão unidos a Cristo como na Comunhão. É o momento culminante da vida do cristão. Naquele breve instante somos como que transformados, deificados, mergulhados na divindade. Levamos Jesus no nosso coração, como Maria o levou em seu seio puríssimo. É o mistério da unidade. Nesse mistério Jesus nos comunica a sua graça, nos dá a sua força, coragem para enfrentar a vida. A Comunhão é o segredo dos fortes. Nós somos fracos. Ele é forte. Nós temos medo do mundo. Ele venceu o mundo!

Cada um deve experimentar o que Jesus realiza na alma, quando o recebemos dignamente, conscientemente.

Quantos, mesmo entre os cristãos, ainda não descobriam que Ele está presente entre nós, conosco, todo dia, para ser a nossa força, o nosso alimento espiritual, o nosso segredo para vencer sempre.

Por isso, há entre nós muitos fracos, muitos medrosos, muitos que duvidam, muitos angustiados, muitos desesperados... eles não sabem que Ele está tão perto!

 

A EUCARISTIA NO UNE A TODOS OS CRISTÃOS DA TERRA

A Eucaristia é o sacramento da união, não só porque nos une intimamente a Cristo, mas também porque nos une aos irmãos em Cristo. Antigamente, o significado de união era entendido só nesse sentido. De fato, todos os que recebem o corpo de Cristo recebem o mesmo alimento, a mesma comida espiritual. É a graça divina, a vida divina, a mesma vida divina de Jesus, participada a nós. Comungamos todos do mesmo pão. Recebemos todos o mesmo alimento espiritual. Formamos todos um só corpo. É a união total em Cristo. É a Igreja de Jesus.

“Já que há um só pão, nós, embora muitos, somos um só corpo, visto que todos participamos desse único pão” (1Cor 10,17).

Como o vinho é o resultado de muitos cachos de uva, como o pão é o resultado de muitos grãos de trigo, assim a Igreja, Corpo Místico de Cristo, é um todo único, um Povo único, onde todos são irmãos pois têm a mesma vida espiritual. Eis por que a Eucaristia é o sacramento da unidade. Eis por que, quando o cristão recebe a Comunhão, deve sentir-se em paz com todos. Se foi ofendido, se lhe fizeram injustiças ou disseram calúnias, deve sempre perdoar, esquecer e sentir-se em paz. Do contrário, não poderia receber Cristo em seu coração. À mesa da Comunhão não há diferença entre ninguém. O pobre e o rico, o empregado e o patrão, o poderoso e o fraco, todos recebem o mesmo alimento espiritual e se sentem irmãos. Cristo Jesus é o centro da unidade. E força, amparo, coragem, segredo da paz de todos. N´Ele e por Ele todos encontram o caminho da unidade e do amor.

Você já sabia que Jesus está tão perto de você? Você já sabia que Jesus ficou porque é nosso amigo em todo momento e em qualquer circunstância? A sua fé na presença real de Cristo na Eucaristia é firme, forte, total? Qual é o caminho do cristão para resolver todos os seus problemas?

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!